Tudo começa na gestação

Tudo começa na gestação

A gravidez é uma das transformações mais intensas no corpo da mulher. Arrisco-me dizer que a transformação vai muito além do corpo. Desde a concepção, serão muitas as mudanças que a mulher passará até o parto. Além do útero, que aumentará seu tamanho em 20 vezes, haverá também transformações comportamentais, emocionais e psíquicas. Tudo isso para que seja possível o nascimento da mãe juntamente com o filho. A natureza é sabia, vai preparando tudo!

É durante este período tão importante, onde cada célula do corpo do bebê está sendo formada e programada, que podemos possibilitar alternativas positivas para seu desenvolvimento. Como? As escolhas que você faz durante a gestação influenciam o crescimento, saúde, desenvolvimento, habilidades de aprendizado, questões intelectuais e sociais. Na gestação, quando uma mãe escolhe se alimentar de forma saudável, já está fazendo uma programação genética para a saúde do seu filho na vida adulta, por exemplo. O mesmo podemos falar sobre os sentimentos da mãe e os hormônios que estes liberam no organismo materno e passam pela placenta para o bebê.

A formação do “instinto materno” pode estar ligada à ação hormonal durante a gravidez, principalmente à ação do estrogênio e da progesterona no último trimestre de gestação, o que prepara a futura mãe a cuidar do seu bebê, assim como a íntima relação/comunicação dos corpos de mãe e filho durante a gestação. Mas os pensamentos da mãe também influenciam muito neste processo. A rede de apoio se faz importante desde o início!

Após o nascimento do bebê, saem de cena o estrogênio e a progesterona e entram a oxitocina e prolactina, trazendo consigo uma maior disposição dos cuidados maternos, aumentando o vínculo pós-parto.

Os sentimentos e emoções são outro aspecto muito importante nessa relação. A afetividade pode ser observada na atenção, carinho e afeto que a mãe dá ao bebê através da palavra, do olhar e do toque.

Por fim, o olfato e audição do bebê já estão bem desenvolvidos desde a sexta semana de gestação. Isso quer dizer que ele já é capaz de reconhecer o cheiro, a voz materna e o ritmo dos seus batimentos cardíacos assim que nasce, instintivamente. Dessa forma ele é capaz de notar a presença materna e começar a construir esse elo de segurança no ambiente extrauterino.

Se permita viver em sua gestação momentos de auto-cuidado e carinho. Se cerque de pessoas que tragam consigo bons sentimentos e boas vibrações. É importante se sentir amada e acolhida neste momento. Essa sensação gostosa será repassada também para seu bebê. Prepara-se para os melhores anos da sua vida!

Nos acompanhe pelo blog e redes sociais e veja muitas dicas importantes para o seu dia a dia. Estamos juntos para descomplicar o seu dia a dia, trazendo desenvolvimento saudável, diversão, disciplina e desmistificando a primeira infância.

Participe do nosso canal

Receba muito conhecimento, acolhimento e transformação, descomplicando o dia a dia na primeira infância direto no seu Telegram.

Sem Comentários

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será exibido.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.